top of page

Enfisema pulmonar & Tratamentos Naturais

Enfisema pulmonar é um tipo de doença pulmonar obstrutiva crônica, ou DPOC caracterizada por danos aos alvéolos pulmonares, causando oxigenação insuficiente e acúmulo de gás carbônico no sangue, ou hipercapnia.

O Enfisema Pulmonar é caracterizado pela perda da elasticidade do tecido pulmonar, destruição dos alvéolos e seus capilares. Conforme os danos aumentam, as vias aéreas colapsam, resultando em menos superfície para trocas gasosas, levando a uma forma obstrutiva de doença pulmonar: o ar entra nos pulmões e não sai, enquanto as inflamações e lesões por produtos tóxicos levam à ruptura de capilares e alvéolos dos pulmões. Ambas as mudanças resultam em aumento da pressão sanguínea nas artérias pulmonares, que pode causar cardiopatia decorrente do Enfisema Pulmonar e muito cansaço. Tanto o Enfisema Pulmonar e/ou da Bronquite crônica, ocasionam a DPOC, que é progressiva e pode ser reversível, principalmente se houver detecção e suplementação corretas e tem como principais características a destruição dos alvéolos, consequentemente reduzindo a troca gasosa e o comprometimento dos canais por onde flui o ar. Ocorre com mais frequência em homens mais velhos, ou ainda fumantes.


No Enfisema Pulmonar, a perda de superfície de troca do ar, ou a falta de fluxo, ambos resultam na falta de ar, mas este não é apenas um evento momentâneo, pois os fatores desencadeantes do enfisema pulmonar persistem, tornando o quadro crônico e progressivo


Para a evolução do Enfisema Pulmonar concorrem: a presença de radicais livres, juntamente com a falta de fatores anti-oxidantes e desintoxicantes aliada a baixa vitalidade e consequente alta inflamabilidade.[/caption]

Tratamento:

Enfisema Pulmonar é uma condição degenerativa irreversível pela medicina convencional, pois não há uma atuação específica e orientada para remover radicais livres acumulados, mas pode ser parcialmente revertida, ou ainda estacionada na sua evolução com a correta suplementação e orientação alimentar.


Considerações dietéticas:

Evite os alimentos fritos ou gordurosos e sal.

Também elimine os alimentos que formam muco, incluindo carne, produtos lácteos, refinados, principalmente pão e massas, além de fumo, alimentos estocados, alimentos processados e cuidado com metais tóxicos e flúor!


Terapia com Suplementos:

[caption id="attachment_16992" align="aligncenter" width="540"]CoenzimaQ10 (60 mg)-melhora a oxigenação do pulmão

Vitaminas E, e ou C, e ou A e B6 sendo: E em torno de 1000 UI,

C em torno de 5000 a 10000 mg, em doses divididas

A em torno de 100.000 UI por dia durante 1 mês, 50.000 UI até alívio, então 25.000 UI; não excedendo 8000 UI diárias se estiver grávida, muito importante ao reparo do tecido pulmonar.

N-acetil-cisteína, em torno de 250 mg

Glutationa, em torno de 250 mg

Ômega 3 :potencializado com Enzimáticos, como Tripsina, papaína, bromelina, pois ajudam a reduzir a fibrose e a inflamação[/caption] [caption id="attachment_19808" align="aligncenter" width="540"]Assim como em qualquer doença crônica vale a pena lembrar a importância de cuidarmos do Sono, da Alimentação, da Atividade Física, dos Fatores pH, do Eixo e mesmo da Sexualidade.




Referências

Acessados em 20-2-2016 às 6:30hs


Posts recentes

Ver tudo

Aids & Tratamentos Naturais

AIDS : O vírus que pode ser visto ou não em pessoas com HIV, pode também permanecer latente, numa forma hibernante, sem dar as manifestações da mesma AIDS - Existem fatores prevalecentes que explicam

bottom of page