top of page

Urticária & Tratamentos Naturais

Urticária, é um tipo de erupção cutânea que evolui a uma notável pele vermelha, inchada, com coceira e áreas pálidas. Pode causar uma sensação de queimação ou ardência. Graças a Clínica, corroborada com exames e bio-ressonância é possível detectarmos a origem dos casos e darmos o tratamento adequado.


https://www.criesaude.com”alt=”Urticária & Tratamentos Naturais /Urticária & Medicina Integrativa
Crédito: Ackerman, Atlas de Dermatologia

Urticária frequentemente é causada por reações alérgicas, no entanto, existem muitas causas não alérgicas. A maioria dos casos com duração inferior a seis semanas (urticária aguda) são o resultado de um gatilho alérgico. Casos crônicos (com duração superior a seis semanas) raramente são devidos a alergias, mas sim decorrente de alguma desordem biomolecular e potencializada por algum agente infectante.


Sinais e sintomas da Urticária com Equimoses (áreas em relevo rodeada por uma base vermelha) de urticária pode aparecer em qualquer parte da superfície da pele. Se o gatilho é alérgica ou não, um complexo de libertação de mediadores inflamatórios, incluindo histamina a partir de mastócitos cutâneos, resulta na fuga de fluido a partir de vasos sanguíneos superficiais.


Angioederma é uma condição relacionada a Urticária (também de causas alérgica e não alérgica), embora a fuga de fluido provenha de vasos sanguíneos muito mais profundos das camadas subcutâneas ou submucosa.

Urticária pode formar colmeias individuais que são dolorosas, ou deixar um hematoma. São mais propensas a ser uma condição mais grave chamada urticária por vasculite. Quando aguda é definida pela presença de pápulas evanescentes que resolvem completamente dentro de seis semanas. torna-se evidente a urticária aguda de alguns minutos após a pessoa tenha sido exposto a um alérgeno. O gatilho pode ser de origem alimentar. Alimentos comuns podem ser a causa, assim como a abelha ou vespa, ou contacto da pele com determinadas fragrâncias. Infecção viral aguda pode ser outra causa comum (exantema viral). Causas menos comuns incluem fricção, pressão, temperaturas extremas, exercício e luz solar. A condição crônica é definida pela presença de pápulas evanescentes que persistem por mais de seis semanas.


Urticária dermografica Urticária causada por contato com a pele (muitas vezes linear na aparência) são devido a uma condição benigna chamada dermografismo. Visto em 4-5% da população, é um dos tipos mais comuns. Na maioria dos casos, a causa é desconhecida, embora possa ser precedida por uma infecção viral, terapia com antibióticos, ou perturbação emocional.

Drogas que dão reações alérgicas podem provocar urticária também. Incluem-se: - codeína, -dextroanfetamina, - aspirina, - ibuprofeno, - penicilina, - clotrimazol, - trichazole, - sulfonamidas, - anticonvulsivantes, - cefaclor, - piracetam e - antidiabéticos. A glimepirida (nome comercial Amaryl) sulfonilureia antidiabético, em particular, tem sido documentada por induzir reações alérgicas que se manifestam como tal. Muitas drogas, por exemplo morfina, pode induzir a libertação direta de histamina não envolvendo qualquer molécula de imunoglobulina. Além disso, um grupo diversificado de substâncias sinalizadoras, chamado neuropeptídeos, foram encontrados por serem envolvidos na reação induzida. A Urticária induzida por drogas podem evoluir até a insuficiência cardiorrespiratória severa, por todas essas razões é fundamental corroborar a ação de cada substância ou medicamento pela bio-ressonância.

Urticária pode ser uma complicação e sintoma de uma infecção parasitária, tal como blastocistose e estrongiloidiase entre outros. Agentes virais, mesmo como da gripe podem estar envolvidos também. Uma causa menos comum é a exposição a certas bactérias, como Streptococcus ou possivelmente por Helicobacter pylori. Por todas essas razões é fundamental corroborar a etiologia pela bio-ressonância.


Urticária colinérgica ou por Estresse

É uma urticária física que é provocada durante eventos físicos com suor como o exercício físico, tomar banho, ficar em um ambiente aquecido, ou stress emocional. As colmeias produzidas são geralmente menores do que colmeias clássicas e são geralmente de curta duração.

Urticária por exposição ao sol; a condição se torna evidente dentro de minutos de exposição. Após o indivíduo não é exposta ao sol, no entanto, a condição começa a enfraquecer dentro de alguns minutos a algumas horas, e raramente dura mais tempo do que 24 horas. A reação solar é classificado em seis tipos diferentes, dependendo do comprimento de onda da luz envolvida. A ocorrência de reação solar induzida por drogas pode ser associada com porfírias. Isto pode ser causado por ligação de IgG, não IgE.


Urticária e população bacteriana: Há cerca de 100 trilhões de microrganismos - bactérias, fungos e muito mais - que vivem em e em seu corpo. As células bacterianas também superam as células humanas por 10 a 1. Mesmo depois de lavar, ainda existem 1 milhão de bactérias que vivem em cada centímetro quadrado de sua pele. Há também 70 tribos conhecidas de comensais - ou benéficos - bactérias que poderiam estar vivendo em seu corpo agora. Em outras palavras, as bactérias que vivem em sua pele estão envolvidos em uma relação simbiótica com você. As bactérias em sua parte interna do cotovelo, por exemplo, do processo as gorduras matérias que produz e, por sua vez hidratar a pele. As bactérias na microbiota humana possuem colectivamente, pelo menos, 100 vezes o número de genes como o 20000 ou então no genoma humano. Portanto, é fácil ver como as bactérias em sua pele pode ter uma influência tão profunda sobre a sua saúde.

Terapia com Suplementos:

Sempre indicados de acordo com a clínica e exames complementares e ainda corroborados pela bio-ressonância. Aqui apenas alguns exemplos, de como podemos tratar as alergias: - Quercetina, - Yellow Sun, - vitaminas C, D3, K2, - Ác. fólico, - NAC - Extrato de semente de uva com zinco, - enzimas digestivas - Taurina Lisina e demais suplementos podem dar o apoio correto ao seu sistema digestivo, a depender da análise de cada caso. Melhorar a digestão: - betaína, glutamina. Tratar da candidíase, ou outros infectantes, se presentes. Remoção de metais tóxicos, flúor, asbestos


Demais Tratamentos (Técnicas complementares):

Existem inúmeros relatos clínicos e dados científicos de melhora da evolução do quadro de Urticaria, através da associação de alimentação correta, ervas, homeopatia e acupuntura, devendo ser usadas somente sob a supervisão, e/ou consulta de um profissional de saúde qualificado. De acordo com a Acupuntura a presença de vento interno (uma forma de agitação interna, por instabilidade molecular gerada por várias indisposições, mas principalmente por indisposições crônicas do fígado) tem relação com a origem das manifestações alérgicas e pode ainda se manifestar com também com tremores.

Claro que essas e demais possibilidades devem antes ser checadas através de dados clínicos, anamnese completa, além de exames complementares, podendo incluir o eletro-escaneamento, microscopia e a bio-ressonância, para termos certeza das melhores opções terapêuticas. Sem nos esquecermos dos fatores predisponentes, ou desencadeantes que levaram a este quadro clínico, o que pode requerer o acompanhamento de demais especialistas. Assim como em qualquer doença crônica vale a pena lembrar a importância de cuidarmos do Sono, da Alimentação, da Atividade Física, dos Fatores pH, do Eixo e mesmo da Sexualidade.



  • Contatos para agendamento:

  • (11) 3889-0273 ou 95321-1835 ambos ZAP



Referências: - http://orthomolecular.org/nutrients/vitamins.shtml - http://orthomolecular.org/nutrients/micronutrients.shtml - http://articles.mercola.com/sites/articles/archive/2010/11/11/probiotics-send-signals-from-your-gut-to-your-skin.aspx - http://io9.com/the-biological-reason-why-you-get-itchy-509515536 - http://www.wholeapproach.com/newsletter/archives/2002/10_October.html - http://www.bioresonancetherapy.eu/what-is-bioresonance-therapy/ - http://orthomolecular.org/library/jom/1981/pdf/1981-v10n04-p249.pdf - WEBSITES acessados em 23-2-2016 às 14:00hs


Posts recentes

Ver tudo

Aids & Tratamentos Naturais

AIDS : O vírus que pode ser visto ou não em pessoas com HIV, pode também permanecer latente, numa forma hibernante, sem dar as manifestações da mesma AIDS - Existem fatores prevalecentes que explicam

bottom of page