top of page

Hepatite e Tratamentos Naturais

.Hepatite é uma condição médica decorrente da inflamação do fígado.

A hepatite pode ocorrer com sintomas limitados ou não, mas muitas vezes leva a icterícia (coloração amarela da pele, membranas mucosas e conjuntiva), falta de apetite e mal-estar. A boa notícia é que graças a avaliação clínica, corroborada por exames laboratoriais e complementares, esta condição pode ser tratada adequadamente pela Suplementação, associada a ervas e alimentos funcionais.

”https://www.criesaude.com”alt=”Hepatite e Tratamentos Naturais: sintomas

Hepatite é aguda quando dura menos de seis meses e crônica quando persiste por mais tempo. Hepatite é um termo geral que significa inflamação do fígado é uma doença que pode ser causada por uma variedade de vírus diferentes, tais como hepatite A, B, C, D e E. Uma vez que o desenvolvimento de icterícia é uma característica da doença de fígado, o diagnóstico correto só pode ser feito pelo teste no soro dos pacientes, para vermos a presença de antígenos virais específicos e / ou anticorpos antivirais.

”https://www.criesaude.com”alt=”Hepatite medicamentosa

A hepatite crônica pode não ter sintomas, ou pode evoluir ao longo do tempo para fibrose (cicatrização do fígado) e cirrose (insuficiência hepática crônica). A cirrose do fígado aumenta o risco de desenvolvimento de carcinoma hepatocelular (uma forma de câncer do fígado).É importante estarmos atentos as manifestações da hepatite, que apresenta vários sintomas e sinais, mesmo antes da icterícia.A hepatite A é a mais comum e com período de manifestação mais curto.


”https://www.criesaude.com”alt=”Hepatite C e tratamentos naturais

Se não for tratada corretamente haverá má evolução da Hepatite com aparecimento de cirrose, ou câncer.

Das Hepatites a pior é a Hepatite C. Pela estrutura do vírus da Hepatite C dá para se perceber a dificuldade que pode ter o sistema imune em destruir o mesmo. A associação da Vit. K2 com a Bauhinia com a corroboração da Bioressonância e óleos essenciais específicos como de alecrim, entre outros, nestes casos acaba sendo fundamental, assim como a postura em Utita. Não apenas para a Hepatite B, mas mesmo nas formas medicamentosas, a prevenção através de métodos eficazes sem, ou com reduzidos efeitos colaterais é a melhor opção. Daí a importância da bioressonância, para detectarmos quais alimentos, ervas, suplementos e homeopatias serão de fato as mais eficazes.


Hepatite e Tratamentos Naturais

Indicados de acordo com a avaliação clinica de cada caso e com confirmação laboratorial e ainda corroborados com a bioressonância para sabermos qual a melhor opção em cada caso, aqui só alguns exemplos:

- Antioxidantes: vitamina C, vitamina E, ácido alfa-lipóico, beta-caroteno

- Minerais: selênio, zinco, magnésio

- Acetil-cisteína, S-adenosilmetionina (SAMe), ácido ursodesoxicólico (UDCA)

- Ácido fólico, Vits, do complexo B: B6, 5, 3, 2, 1, 12

- Amino-ácidos: lisina, treonina, BCAA, metionina, taurina

- Óleo de fígado de bacalhau: 1-2 colheres de chá por dia ou óleo de peixe cápsulas de 1 g, 1 cápsula duas vezes por dia com alimentos

- Ômega 3

- Quercetina

- Silimarina


Demais Tratamentos (Técnicas complementares):

 Indicados de acordo com a avaliação clinica de cada caso e com confirmação laboratorial e ainda corroborados com a bio-ressonância para sabermos qual a melhor opção em cada caso, aqui só alguns exemplos:

Silybum marianum (Cardo) . Pode acelerar a recuperação da hepatite crônica, reduz as enzimas hepáticas, estabiliza as membranas fosfolipídicas de hepatócitos, protege as células hepáticas contra danos oxidativos, protege contra a peroxidação de lipídios, e é antifibrótica.

- Glycyrrhiza glabra (alcaçuz)

- Uncaria gambir (catequinas),

- Phyllanthus amarus (podendo-se substituir por Quebra-pedra)


Quando as causas exatas das doenças acabam não sendo totalmente conhecidas:

sabemos que além do aumento da Permeabilidade Intestinal, que acaba promovendo o deslocamento de bactérias dos intestinos à circulação, sem falar da importância da destoxificação

E ainda podemos incluir relações com:o Sono, a Alimentação, a Atividade Física, o Terreno Biológico do qual o Fator pH é uma das variáveis, acúmulo de metais tóxicos, o Eixo e a Sexualidade. outros fatores também podem agravar incluindo drogas, irritantes químicos, e intoxicantes ambientais como campos eletromagnéticos. Todos esses fatores serão checados em consulta.


Referências:

Acessados em 9-2-2016 às 8:31hs

Comments


bottom of page